Menu fechado

O impacto da comunicação visual na percepção dos negócios

Não é só uma questão de beleza. A comunicação visual é parte da essência, imagem e posicionamento de uma marca ou empresa no mercado. E menosprezar a importância desse fator pode ser um erro fatal…

Uma imagem vale por mil palavras”. Quem nunca ouviu esse dito popular antes?

O visual é a forma mais bem-sucedida de comunicação desde a pré-história. Não é à toa que os homens das cavernas se comunicavam tanto por desenhos nas paredes. O ser humano é visual. Hoje, milhões de anos depois, esse canal ainda continua sendo uma das mais efetivas formas de comunicação.

As empresas que adotam a comunicação visual como parte de sua prática no mercado comemoram os resultados de maneira mais rápida que qualquer outra. É possível comparar a maneira que seus clientes reagem à sua empresa da mesma maneira que reagimos à linguagem corporal ou movimentos silenciosos de qualquer outra pessoa. Sua identidade visual dirá muito mais aos consumidores do que uma longa apresentação em texto, já que sua comunicação visual será o primeiro impacto direto na formação de qualquer opinião.

 

Mas o que é a comunicação visual?

Vivemos uma época em que serviços e produtos são oferecidos de maneira muito similar, principalmente na era online. Milhares de novos negócios surgem a todo instante e é necessário que o negócio se destaque no meio de todos os outros profissionais do mesmo segmento.

Sua empresa não deve apenas vender um produto ou serviço: ela deve marcar seu cliente e deixar claro qual ideal ou conceito você quer passar. Você deve vender uma ideia inovadora e diferente para se destacar da concorrência. A união de elementos visuais que sua empresa utiliza para se apresentar aos consumidores é o que define a comunicação visual. Criando uma identidade para marca e representando a mesma a partir de formatos, símbolos e cores.

A princípio, essa tarefa pode parecer fácil. Mas unir todas as qualidades do negócio em torno de uma linguagem única é muito mais difícil do que aparenta ser. Esse trabalho deve ser feito com cuidado. Pois uma identidade visual assertiva aproxima o cliente antes mesmo dele saber o que sua empresa faz.

 

A Comunicação Visual Empresarial

Um erro que pode custar muito caro para os negócios, mas que a maioria das empresas ainda cometem, principalmente as que estão iniciando suas atividades, é a falta de preocupação com a sua comunicação visual e com apresentação profissional do seu negócio.

Sabemos que quem está começando, normalmente não conta com muitos recursos, o que leva o investimento em comunicação visual ficar em segundo plano.

No entanto, o caminho para levar o seu negócio mais rápido ao sucesso é exatamente o de comunicá-lo da maneira correta, principalmente no início de suas atividades, que é um momento crucial na trajetória de qualquer negócio.

Não dar a devida importância para isso é fechar portas para muitas oportunidades de negócio, podendo gerar, inclusive, uma imagem de amadorismo ou despreparo para a sua empresa, e isso muitas vezes é desastroso para os negócios.

O fato é que, em um mercado cada vez mais concorrido, uma comunicação visual de qualidade pode ser o ponto principal de diferenciação em relação a concorrência, e a base de uma comunicação visual assertiva é a criação de um logo profissional e de uma identidade visual consistente.

 

Exemplos de Comunicação Visual

Diferente do que muitos pensam, a comunicação visual de uma empresa é muito ampla, visto que pode envolver praticamente tudo o que entra em contato visual com os clientes, e não apenas placas ou fachadas.

  • Itens de sinalização interna e externa (mapas, letras-caixa, placas, totens, etc.);
  • Itens de papelaria (cartão de visitas, papel timbrado, envelopes, pastas, etc.);
  • Uniformes de funcionários e veículos plotados;
  • Materiais de divulgação impressa (flyers, folders, catálogos, etc.);
  • Impressão Digital em banners e faixas;
  • Mobiliário urbano, outdoors, painéis, etc.;
  • Adesivos decorativos e promocionais para paredes ou vitrines;
  • Embalagens, rótulos e etiquetas de produtos;
  • Sites institucionais, hotsites, blogs, lojas virtuais, landing pages;
  • E-mails marketing e assinaturas de e-mails;
  • Postagens e imagens de capa e perfil para redes sociais;
  • Materiais digitais (infográficos, e-books, etc.);
  • Livros, revistas, jornais, manuais, relatórios, etc.

 

O que você deve considerar

Quando você procurar, vai encontrar diversos profissionais para desenvolver a comunicação visual do seu negócio, bem como inúmeras empresas para a confecção dos materiais, mas fique atento para que possíveis economias neste momento tão importante não resultem em maiores gastos no futuro.

Outro ponto importante é que de nada adianta investir todo dinheiro com a confecção dos materiais, escolhendo aqueles de melhor qualidade, se o design não for profissional, assim como não adianta investir em design e economizar na confecção dos materiais. Então caso você não tenha uma agência ou profissional interno que trabalhe com design, busque priorizar fornecedores que tenham experiência e possam te ajudar a construí rum projeto completo, da concepção à instalação.

Uma comunicação visual eficiente e de qualidade é resultado dessa união. Só assim a sua marca conseguirá criar um diferencial competitivo em meio à concorrência, transmitindo credibilidade e profissionalismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *